Templo Zu Lai Como Visitar
13.08.2019 Templo Zu Lai: como visitar saindo de São Paulo?

Em uma pequena colina na cidade de Cotia, interior de São Paulo, está localizado o Templo Zu Lai, um pedacinho do oriente em terras brasileiras. Com uma distância de apenas 30 quilômetros da capital de São Paulo, o edifício religioso foi inaugurado em 2003 e é considerado o maior templo budista da América do Sul. Mas, como visitar o Templo Zu Lai? Calma, que já te conto tudo! 

A entrada no Templo Zu Lai  é totalmente gratuita e para conhecer não é preciso ser budista, já que ele é totalmente aberto para os adeptos de qualquer religião. Durante a visita dá para perceber o quanto eles são sociáveis a perguntas e estão prontos para orientar sobre as curiosidades que, porventura, os visitantes possam ter em relação a filosofia do Budismo.

Parque do Templo Zu Lai
Conexão com a natureza


Templo Zu Lai: como visitar o maior templo budista da América do Sul?

Originário de Taiwan, o budismo praticado no local é o chinês da ordem Fo Guan Shan. Seus princípios são constituídos por quatro pilares básicos: o educacional, o cultural, as práticas religiosas e as ações sociais, segundo os ensinamentos do Buda.

O edifício é uma construção multicultural, já que profissionais de Taiwan, Japão, China e Brasil estiveram envolvidos no projeto arquitetônico. Suas estruturas possuem ricos detalhes e no geral tudo é muito claro, iluminado e ventilado. A grandiosidades do pátio externo logo na entrada, já mostra a imponência o local, que possui ao fundo, o altar principal com um enorme Buda sentado.

Seguro viagem america do sul 728x90

Paz e sossego, o Templo Zu Lai traz uma tranquilidade ímpar e é envolvido por uma grande área verde, onde um pequeno lago chama toda a nossa atenção. Impossível não estabelecer uma conexão forte com a natureza. Com uma ponte no estilo asiático, o lugar é ideal para tirar belas fotos. Vá com tempo para ver a movimentação das tartarugas, carpas e até de alguns macaquinhos que vivem rondando por lá. 

Um dos melhores momentos para visitar durante o ano é próximo do mês de agosto, quando as cerejeiras (sakuras) estão floridas e criam um cenário sem igual.

SÃO PAULO | Museu do Futebol: Paixão Nacional

Conheça os detalhes da estrutura do Templo Zulai:

Museu

Dentro do templo há um pequeno museu com imagens belíssimas de Buda. Algumas delas trazem um pequeno texto ao lado com explicações sobre as cada uma das divindades e manifestações.

Serviços oferecidos

O Templo Zu Lai oferece também uma série de cursos, palestras e retiros onde são trabalhados o silêncio e a concentração meditativa. É possível assistir de fora algumas cerimônias e celebrações. No site do local existe um agenda completa com as datas e informações sobre em qual língua os rituais serão realizados, em português ou mandarim

Comidas

Aproveite para experimentar aos finais de semana o cardápio lacto-vegetariano do restaurante. Eles costumam cobrar um valor fechado pelo buffet do dia, incluindo chá e sobremesa. Há também uma cafeteria com alguns quitutes doces e salgados, além de café expresso e pães fabricados por eles. 

Loja

A lojinha oferece uma variedade de imagens de Buda, talismãs e alguns amuletos. Uma parte do local é destinada aos livros, cadernos e panfletos sobre a religião.

Espaços do Templo Zu Lai
Vá com tempo para desfrutar de todos os espaços

Regras básicas para a visita

O local é totalmente aberto para quem busca uma atmosfera mais zen e queira aproveitar o dia para meditar ou mesmo passear em um lugar diferente, porém é preciso respeitar algumas regras

É possível fotografar toda a parte externa do templo, porém em momentos de celebrações, é devidamente proibida a captação de imagens, em respeito ao ritual.  É preciso aliás, ficar atentos a algumas regras básicas: 

– Vestir roupas apropriadas e de acordo com o ambiente;

– Não manifestar contatos físicos íntimos como beijos e abraços

– Não levar bebidas e comidas para dentro do templo;

– Não pode fazer piqueniques no parque;

– Não levar bichos de estimação;

– Não pegar o que não tenha sido oferecido;

– Não tocar em nenhum instrumento;

– Não fumar;

– Possuir postura adequada no ambiente, respeitando o altar;

– Não fazer barulhos;

– Não ficar entrando e saindo das salas, para não desviar a concentração.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Zanzemos | Thatiane Ferrari (@zanzemos) em

Templo Zu Lai: como chegar? 

Para que tem interesse em conhecer o Templo Zu Lai e como visitar, o ideal é fazer um passeio no estilo bate e volta, saindo da cidade de São Paulo e municípios próximos. Todos os domingos da estação de metrô Liberdade parte um ônibus fretado que leva os visitantes diretamente ao Templo Zu Lai. 

A saída ocorre às 8h30 da manhã e o retorno às 16h da tarde. A ida e a volta custam R$15,00 e o local exato de embarque é na Rua Doutor Rodrigo Silva, bem ao lado da Ikesaki, loja de produtos de higiene e beleza. 

Para quem escolher ir de carro saindo de São Paulo, o melhor caminho é ir pela Rodovia Raposo Tavares. Logo na saída do km 28,5 já estará na Estrada Fernando Nobre, basta seguir as placas informativas. O estacionamento no local é gratuito e mesmo nos dias mais cheios há bastante vagas.  Pra quem não tem um carro, é possível alugar com ótimos preços pela nossa empresa parceira, a Rent Car. 

SERVIÇO

Templo Zu Lai 

Estrada Fernando Nobre, nº 1461 – Parque Rincão – Cotia|SP.
Acesso pelo km 28,5 da Rodovia Raposo Tavares.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Templo Zu Lai: como visitar saindo de São Paulo?

Booking.com
Avatar

Olá, meu nome é Thatiane Ferrari

Jornalista especializada em cultura. Já zanzei por mais de 35 países, na maioria das vezes sozinha e com o orçamento curto. Decidi reunir aqui minhas andanças pelo mundo, com o objetivo de compartilhar e estimular a ideia de menos consumo e mais vivência. Viajar é possível, basta planejar!

Bairro da Liberdade em São Paulo

Coisas para fazer em São Paulo: 47 dicas!

por: Thatiane Ferrari
É incrível como a capital paulista, uma das cidades mais cosmopolitas do mundo consegue ser tão diversa e plural. Seus números impressionam. Ela possui 109 parques e &aacut...