O que fazer em Chiang Rai na Tailandia
15.08.2020 O que fazer em Chiang Rai? Além do bate e volta

Andando de bicicleta pelas ruas calmas de Chiang Rai pude compreender que mais do que uma rápida passagem, a cidade merece uma atenção especial.O que fazer em Chiang Rai? Opções não faltam!

É ali, bem no norte da Tailândia, próximo a tríplice fronteira com Myanmar e Laos, que podemos sentir um pouco do que vai além do turismo.Muitos viajantes na hora de prepararem seus roteiros pelo norte do país, acabam apenas incluindo Chiang Mai, a segunda maior do país, e separando apenas um dia para a Chiang Rai, pensando que não há o que fazer por lá. 

O fato é que, para viagens rápidas, vale a pena realmente fazer um bate e volta, porém se você tiver tempo e disposição, permanecer alguns dias na cidade certamente será uma experiência enriquecedora. Se você estiver chegando da caótica Bangkok ou do agitado litoral sul sentirá a diferença não só no tempo/ritmo, mas também na ausência de turistas e pessoas que falam inglês.


Entrando e saindo da cidade


Lugares de Chiang Rai
Chiang Rai é como uma cidade interiorana: calma e tranquila

Mae Fah Luang é o nome do aeroporto de Chiang Rai. Ele está localizado a 10 km do centro da cidade. Uma corrida de táxi fica em torno de 200 baths. Os preços dos voos desde Bangkok costumam ser os mesmos do que para Chiang Mai.  

Se for optar por fazer a viagem Chiang Mai X Chiang Rai, são oferecidas três tipos de passagem. Ela oferece três tipos de ônibus, o VIP (258 THB), o Primeira Classe (166 THB) e o Segunda Classe (129 THB) e a viagem tem em média a duração de 3h30.


Curiosidades


Os garotos do time Javalis Selvagens dentro da caverna | Divulgação
Os garotos do time Javalis Selvagens dentro da caverna | Divulgação

A cidade de Chiang Rai entrou nos noticiários de todo o mundo por conta do caso em que doze meninos e seu treinador de futebol, os Javalis Selvagens, ficaram presos mais de duas semanas em uma caverna alagada. Lembra?

Booking.com

Seguro Viagem para a Tailândia


Ao começar a planejar uma viagem para Tailândia, não se esqueça de incluir o Seguro Viagem, ele é indispensável. Para fazer é bem simples, rápido e barato: confira aqui os melhores preços e as coberturas mais interessantes para você.

Seguro Viagem Asia

O que fazer em Chiang Rai?


Chiang Rai Tailandia
Andar sem rumo pela cidade pode ser surpreendente

Dizem que o segredo das boas experiências é a expectativa baixa. Comigo foi assim quando cheguei por lá. Não esperava nada e recebi tudo. Que lugar encantador!

Conheça os principais atrativos, lugares interessantes e o que fazer em Chiang Rai, uma das cidades mais encantadoras da Tailândia.


Wat Rong Khun (Templo Branco)


Templo Branco Chiang Rai Tailândia
O mais famoso templo da cidade: o Templo Branco

Chiang Rai abriga os templos mais artísticos de todo o país. O principal deles é o Wat Rong Khun, popularmente conhecido como Templo Branco. Idealizado pelo artista visual tailandês Chalermchai Kositpipat, o santuário mescla elementos tradicionais budistas com personagens da cultura pop mundial.

Cheio de simbolismo religioso, é preciso estar atento a cada detalhe do prédio principal. A área externa, toda pintada de branco, possui ornamentos em espelho que brilham a cada raio de sol. 

Tem mais fotos, na matéria principal: Wat Rong Khun: o Templo Branco e Chiang Rai


Baan Si Dum (A Casa Negra) 


Vivenciar um cenário digno de filme de terror é possível na Baan Si Dum, a Casa Negra. Criada pelo artista Thawan Duchanee, o local é um museu com mais de 40 obras sombrias espalhadas pelos cômodos e a área externa. Crânios, chifres e até réplicas de órgãos sexuais fazem parte do acervo do local que, por mais que faça referência a uma cor, nada tem a ver com os templos azul e branco. 


Wat Rong Suea Ten (Templo azul)


Chiang Rai Templo Azul
Templo Azul em Chiang Rai: um dos mais bonitos do país

Tanto por dentro, quanto por fora, o Wat Rong Suea Ten, ou o templo azul de Chiang Rai, é encantador. Criado por um discípulo de Chalermchai Kositpipat, o artista Phuttha Kabkaew apresenta um dos mais belos templos de toda a Tailândia. Uma grandiosa imagem central de Buda em branco pérola contrasta com o azul royal das paredes e teto.

Quer saber mais? Tem matéria exclusiva aqui no Zanzemos: Wat Rong Suea Ten: O Templo Azul de Chiang Rai


Triângulo Dourado


A tríplice fronteira que une a Tailândia, Myanmar e Laos é chamada de triângulo dourado, por conta das antigas plantações de papoula, de onde era extraído o ópio. Os tempos de tráfico ficou para trás e hoje o que resta é a beleza do encontro dos três países em pleno rio Mekong, um dos mais compridos do mundo. O mirante da cidade de Mae Sai é ótimo para ter uma visão completa das margens e o rio.  


Torre do Relógio Dourado


Chiang Rai Relógio Dourado
O Relógio Dourado fica em um cruzamento no centro da cidade

Localizado em um cruzamento entre as ruas Phaholyothin, Jet Yod e Banpaprakan, a Torre do Relógio foi construída em homenagem a Sua Majestade, o Rei Bhumibhol Adulyadej, por ninguém menos do que o artista Chalermchai Kositpipat. Sim, o mesmo que construiu o Templo Branco. Diariamente, todas as noites, às 19h, 20h e 21h, acontece um pequeno show de luzes e som. Ela fica bem na região central, então não custa dar uma passadinha.


Mae Fan Luang Arte e Parque Cultural


Herança cultural e história local pode ser o interesse de muitos viajantes. Para aprofundar seus conhecimentos sobre Chiang Rai e as narrativas que a cercam, o lugar ideal para visitar é o Mae Fan Luang Arte e Parque Cultural. Instalado em uma casa em meio a um belo jardim com lago, o acervo possui peças de artesanato seculares, coleções de arte e objetos religiosos.

PLANEJE SUA VIAGEM PARA TAIL NDIA : 
Conheca o Elephant Park em Chiang Mai : 
Café com gatos em Chiang Rai : 
Tradições e costumes da Tailaândia: como é?  


Night Market


Todos os fins de tarde, pelas ruas do centro, começa a movimentação de montagem de barracas. Os preços dos produtos em Chiang Rai são um pouco mais baratos e o grande diferencial do mercado é uma espécie de praça de alimentação a céu aberto, com uma grande variedade de comida. Percebi que a grande maioria das pessoas se serviam de caldos, preparados na própria mesa.


Karen Long Neck Village (Mulheres Girafas)


Assunto delicado é a visita até a Karen Long Neck Village, a aldeia onde vivem as chamadas mulheres girafas, que chegam a usar até 25 argolas no pescoço. Para quem não sabe, elas fazem parte da etnia Karen e são refugiadas do país vizinho, o Myanmar, a antiga Birmânia. Por conta de uma série de conflitos e perseguição de alguns povos, hoje elas se encontram nessa situação, vivendo em uma montanha em Chiang Rai, sem nenhum respaldo pelo governo tailandês. 

Desde então, elas são usadas pelo turismo como uma forma de renda e exposição exótica, conforme vocês podem ler nesta matéria. Visitar ou não é uma questão ética. Particularmente, eu preferi não visitar. Ir na condição de turista, com grupos fechados, seria ir contra a tudo o que eu acredito.


Andar de bicicleta


Andar de Bicicleta em Viagem
Como a cidade é tranquila, andar de bicicleta é uma ótima opção

Uma boa pedida em algumas cidades da Ásia é desvendar as ruas e ruelas de bicicleta, já que muitas delas são planas, as pessoas são respeitosas no trânsito e você pode usar os estacionamentos de motos. É incrível como a relação com o lugar muda, pois você começa a conhecer os espaços que nenhum city tour irá te levar.

Em Chiang Rai em especial consegui entrar nas instalações de uma escola e conhecer de perto a estrutura do lugar, depois em alguns minutos andando por uma rua qualquer encontrei o Centro Cultural, onde estava tendo uma competição.Ou seja, não existe nada mais legal do que não ter roteiro.


Cat Na Cup (Café com Gatos)


Gatinhos sentados próximo a mesa
Gatinhos para todos os lados

Imagine você entrar em um estabelecimento para tomar uma xícara de café e o anfitrião do local chegar e sentar bem no seu colo! Pode parecer estranho mas, é assim que funciona no Cat Na Cup, um café com gatos.

São cerca de 20 gatinhos, muito bem cuidados que ficam livres em um grande espaço entre mesas e tatames.Antes de começar a brincar com os bichanos é preciso obedecer algumas regras básicas: não colocar a mão no rabo dos animais, não dar nenhum pedacinho da sua comida, deixar eles comerem a ração em paz, entre outras normas de conduta.Na porta, concordando com isso, é só aproveitar. Por experiência própria, o difícil é ir embora!!!

Fofinhos, né? Tem mais aqui: Café com Gatos em Chiang Rai na Tailândia


Hospedagem em Chiang Rai


Hostel em Chiang Mai
Mercy Hostel em Chiang Rai, na Tailândia: designer todo moderno

Fiquem tranquilos, pois não faltam boas opções de hospedagem por lá. O padrão das hospedagens em alguns lugares da Tailândia, não perde em nada para países mais desenvolvidos. Isso podemos ver claramente em Chiang Rai. Os preços são ótimos e a estrutura, melhor ainda.

Fiquei hospedada no que considero um dos melhores hosteis de Chiang Rai, o Mercy Hostel. A área comum é excelente, tem piscina e os banheiros são espaçosos. Os quartos são super confortáveis, limpos e com bem iluminados. Todas as camas possuem luz interna e cortina, que deixa o ambiente mais individual.

O que eu gostei também e nunca tinha visto em nenhum outro hostel no mundo foi a lousa onde viajantes solo podem deixar anotado o passeio do dia seguinte e assim, se algum outro se interessar, é só escrever que quer ir junto. Mais prático, impossível! 

Saindo do assunto quarto coletivo, o Sleep House Chiang Rai, com quartos individuais, possui o melhor no quesito bom, bonito e barato.

O hotel mais bem avaliado dentro da plataforma Booking e de nível 5 estrelas é o Mora Boutique Hotel. Localizado bem no centro da cidade, ele se destaca pela excelência no atendimento, o ambiente zen e a bela vista do pôr do sol no restaurante da cobertura.


Planeje sua viagem

Hospedagem - Ícone Flaticon
Airbnb - Ícone Flaticon
Seguro Viagem - Ícone Flaticon
Aluguel de carros - Ícone Flaticon
Avatar

Olá, meu nome é Thatiane Ferrari

Jornalista especializada em cultura. Já zanzei por mais de 35 países, na maioria das vezes sozinha e com o orçamento curto. Decidi reunir aqui minhas andanças pelo mundo, com o objetivo de compartilhar e estimular a ideia de menos consumo e mais vivência. Viajar é possível, basta planejar!

Templo Branco Chiang Rai Tailândia

Wat Rong Khun: o Templo Branco de Chiang Rai

por: Thatiane Ferrari
A Tailândia possui oficialmente mais de 30 mil templos em seu território. Cada um com estilos, tamanhos e cores diferentes. Parece igreja em Ouro Preto, cada esquina tem uma. Porém, um deles me emo...
Templo Azul em Chiang Rai

Wat Rong Suea Ten: o Templo Azul de Chiang Rai

por: Thatiane Ferrari
A beleza de um dos mais encantadores templos de toda a Tailândia certamente está ligada a fé e a devoção de seu criador. O Wat Rong Suea Ten, o Templo Azul de Chiang Rai, representa não apenas u...