Esfinge no Cairo
26.06.2020 Viagem ao Egito: tudo o que você precisa saber!

Diretamente dos livros de história para a sua retina: uma viagem ao Egito é, na maioria das vezes, a realização de um sonho de criança. Adentrar pirâmides, tumbas e templos de uma das civilizações mais fascinantes do mundo, pode ser uma experiência marcante para o resto da vida

Porém, uma viagem ao Egito não é nada fácil, principalmente se você vai organizar ou viajar sozinha. Precisamos estar atentos a cada detalhe entre burocracias, tradições culturais e cuidados sanitários


Viagem ao Egito: como chegar no país?


Piramides do Egito
Visitar o Egito é um sonho possível

É difícil, mas não impossível encontrar alguma passagem em conta para o Cairo, já que não existem voos diretos saindo do Brasil. Por estar na África, a maioria das vezes a companhia mais barata é a Royal Air Maroc, com uma parada em Casablanca, no Marrocos. No caso de grandes escalas, a companhia oferece hotel, alimentação e transfer. 

Existe também a possibilidade de ir até a Europa e de lá pegar um voo para a África. Foi o que fiz. Voei até Madri e de lá peguei um avião da Turkish Airlines. Como depois iria para a Grécia e a Turquia, as passagens com a opção múltiplos destinos ficou bem mais em conta. Não existe segredo, o negócio é abrir os buscadores e brincar com as opções


Visto para o Egito


Antes de mais nada preciso pensar na parte burocrática. É exigido o visto turístico em viagem ao Egito para cidadãos brasileiros. A emissão é disponibilizada em duas opções:

– Retirada do visto no Brasil: para isso é preciso entrar em contato com a Embaixada da República Árabe do Egito em Brasília-DF ou Rio de Janeiro-RJ.

– Compra do visto no Egito: existe a possibilidade de comprar o visto na entrada do país, tanto no aeroporto, quando nas fronteiras terrestres. 

Vale lembrar que esse tipo de informação muda constantemente, por isso o ideal é verificar antes de viajar, junto ao consulado do Egito no Brasil, qual situação se encontra a liberação de permanência. Quando eu fui, apenas era possível entrar no avião com o visto egípcio no passaporte.

O Egito também exige para brasileiros a apresentação do certificado de vacinação da Febre Amarela.  

A permanência para turistas é concedida por 30 dias e pode ser renovável diretamente no setor de autoridades no Cairo. Confirme também se a sua rota de viagem possui mais de uma entrada e saída do Egito, pois neste caso é preciso solicitar o visto com múltiplas entradas.

Para saber mais sobre este assunto, acesse: Como tirar o visto para o Egito?

Informações sobre o Egito
Informações básicas sobre o Egito

Seguro viagem ao Egito


Rio Nilo e a Cairo Tower
Rio Nilo e ao fundo a Cairo Tower

Não existe exigência de seguro saúde para a entrada no Egito, mas como forma de prevenção caso aconteça alguma coisa, eu sempre indico que o viajante faça. Em outras palavras, uma simples economia em algo realmente necessário, pode resultar em uma grande conta no final da viagem. Prejuízo na certa e saúde colocada em risco!

Eu costumo usar a Real Seguros já faz um tempo. Eles servem como uma corretora online. Para verificar os custos basta inserir a data de partida/ chegada e pronto. Logo já aparecem os valores de diversas companhias e a cobertura que cada uma oferece. É bem simples e os preços são muito bons, pode confiar.

Seguro Viagem Oriente Medio

Cuidados com a saúde

Desde que conheci o serviço ” Médico do Viajante” pelo SUS, sempre que vou para algum destino que saia do convencional, gosto de marcar uma consulta. Mais do que nunca, depois da pandemia de COVID-19, pudemos perceber o quanto a questão epidemiológica deve ser levada em consideração.

Um fator muito importante quando se trata de uma região desértica é o excesso de calor, que muitas vezes pode ultrapassar 40 graus. Dessa forma, existe o risco de problemas físicos e perda de consciência. No meu caso, os dias quentes (acima de 45º) fez com que eu menstruasse fora de época.

Além disso existem as péssimas condições de higiene, resultando em problemas no intestino e estômago. Em síntese, o melhor a fazer é selecionar bem o que vai comer, evitar alimentos crus e tomar apenas água potável. 


O que comer? Minha sugestão!


Koshary Abou Tarek
Koshary: o prato típico do Egito

Arroz, macarrão, lentilha, grão de bico e cebola frita. Tudo isso regado com um molho de tomate cheio de deliciosas especiarias. Deu água na boca? Esse é o Koshary, prato típico do Egito. Lugar mais que recomendado no Cairo é o Abou Tarek, um restaurante local bem popular. 

Neste prato em especial não vai na receita, mas quem gosta de carne pode sentir uma diferença no gosto. Muitas são importadas do Brasil, mas o procedimento é Halal, onde o alimento é preparado usando os critérios específicos do islamismo que, entre diversas leis, pede que a carne não tenha sangue. 


Clima no Cairo 


O Egito possui apenas duas estações: verão e inverno. As temporadas mais quentes são entre maio e outubro. O tempo mais ameno é entre novembro e abril. Mesmo assim, o inverno costuma bater a marca de 30 graus e o verão, mais de 43. Protetor solar é obrigatório! Por conta do deserto, as temperaturas de noite caem bastante e se tornam mais agradáveis. 

Fui em pleno verão e confesso que me senti mal, muito também por conta do calor devido as roupas fechadas. Tente encontrar tecidos mais leves, mas que possam cobrir o corpo.

VIAGEM PARA O EGITO : 
Como tirar o visto para o Egito?  
-Viagem ao Egito: tudo o que você precisa saber!  
– O que fazer no Cairo? Conheça a capital do Egito  


Segurança no Egito


Muito se falou sobre a Primavera Árabe de 2011, a repressão e a violência. Porém, o Egito é consideravelmente um país tranquilo no que diz respeito aos roubos e furtos, já que o islamismo condena severamente esse tipo de conduta. O que precisamos é ficar atento aos pequenos golpes ou vantagens por conta de preços ou gorjetas.

É comum ao entrar em grandes estabelecimentos ou museus ter que passar por detectores de metais ou apresentar a mochila para verificação. 

Infelizmente o Egito possui registros de ações terroristas, principalmente contra turistas estrangeiros. Saber disso não foi algo que me limitou a ida até lá, mas é importante saber que existem riscos. O site do Portal Consular do Itamaraty pede para que turista brasileiros evitem a região do Monte Sinai, onde existe um braço do Estado Islâmico. Os ataques que já aconteceram foram registrados em Luxor e no Cairo.

Booking.com

O que comprar no Egito?


Tirando miniaturas de estátuas, pirâmides e templos, existem alguns itens que vale a pena investir, uma vez que são encontrados apenas por lá: 

Papiro

A tradição dos desenhos em papiros é forte no país desde os tempos antigos. É que o Livros dos Mortos, que acredita-se ajudavam a levar os faraós para a eternidade, eram feitos de papiro, uma planta originária do Oriente Médio.

Existem diversas lojas no país que além de vender suas ilustrações, fazem pequenas apresentações mostrando todo o processo de transformação em papel. As agências de passeio costumam levar os viajantes até as lojas, mas claro que, indo sozinho o preço das peças diminuem. Procure comprar em lojas especializadas, pois existe também falsificação do papiro. 

Tâmara

O Egito é um dos maiores produtores de Tâmara, a fruta originária do sul da África. Se no Brasil ela costuma ser cara, por lá ela é super baratinha. Além de encontrá-la em versão natural, ela é servida com chocolate e também no recheio de biscoitos. 

Perfume 

Desde os primórdios as mulheres do Egito Antigo já usavam perfumes. Por conta disso, até hoje existe uma tradição no país com o uso de diferentes fragrâncias. Uma curiosidade é que recentemente, cientistas conseguiram recriar o perfume utilizado por Cleópatra, tendo como base os hieróglifos da époéca.

Hieróglifos

Aliás, se tem algo que é possível comprar no Egito são cartuchos personalizáveis com símbolos em forma oblonga. Para quem vai fazer o Cruzeiro no Nilo, é possível comprar dentro do barco.


Viajar sozinha para o Egito: como é? 


Estátua de Ramses II
Estátua gigante de Ramsés II em Mênfis agora fica no novo museu

O assédio no Egito é bem intenso, ainda mais quando falamos que estamos viajando sozinha. Mas, no geral o que eu sempre digo é que é preciso se adaptar a alguns costumes locais, de modo a não chamar a atenção e tentar aproveitar da melhor forma o passeio.

Ao visitar um país majoritariamente islâmico, eu costumo:

– Evitar falar que estou sozinha;

– Usar roupas que cubram boa parte o corpo e evitar peças muito justas (mesmo com calor);

– Não passar maquiagem forte; 

– Andar com óculos escuro (para evitar troca de olhares);

– Procuro não sorrir e não ser simpática.

Para mulheres vaidosas, como eu, é muito difícil passar uma viagem inteira dessa maneira, mas ao viajar sozinha prefiro de alguma maneira tentar me preservar da maneira que posso.

Faço isso por conta da minha segurança (ainda mais estando sozinha) e pelo respeito da cultura local. Independente da religião, a sociedade do Oriente Medio não está acostumada a ver de perto a exposição do corpo.

Claro que, dentro de um hotel ou de um Cruzeiro no Nilo isso muda. Em ambientes turísticos você pode ter uma liberdade um pouco maior. 


Viagem ao Egito: dicas e curiosidades


Ruas do Cairo
Rotina dos egípcios pelas rua do Cairo

É preciso ficar atento aos costumes locais e também as legislações específicas. Tudo é muito rígido e um deslize mais grave pode resultar em multa, processo ou prisão. Conheça alguns cuidados culturais necessários: 

– As diferenças culturais são gigantes. Por lá os homens se beijam no rosto e andam de mãos dadas, mas o homossexualismo é considerado crime (o que eu acho péssimo), de acordo com o Portal Consular do Itamaraty.

– Alguns locais no país são proibidos de fotografar, como Canal de Suez e alguns prédios públicos. Tais ações podem ser caracterizadas como suspeitas e levar até a detenção. Nas ruas também as pessoas são avessas a captura de imagem, então é preciso ter jogo de cintura para fazer os registros. 

– No entanto, o contraditório é que os egípcios no geral adoram tirar fotos, principalmente se perceberem que você é estrangeiro. Tenho registros com pessoas que nunca vi na vida!

Números em Árabe
Números em Árabe (salve para levar na viagem)

– Estude pelo menos os números em árabe. Assim, ao entrar em mercados é possível conseguir identificar os preços, já que os locais costumam aumentar na hora da tradução. 

– Por ser um país muçulmano o Egito é bem conservador. Ao viajar para lá, é necessário cumprir uma conduta social como a questão das roupas e a não manifestações públicas de afeto, já que beijos ou abraços (heterossexuais) são proibidos nas áreas públicas. Como já falei é comum homens andarem de mãos dadas, mas como amigos.

– O consumo de bebida alcoólica é proibido, mas para estrangeiros a venda costuma ser feita em hotéis de grandes redes.

E mais…

– É recomendado que a mulher não mostre os ombros, já que para o islamismo essa parte do corpo é sagrada e não pode ser mostrada. Já ao entrar em uma mesquita  as mulheres precisam além da vestimenta, cobrir a cabeça, o pescoço e o busto com um lenço, que no Egito é chamado de hijab.

Expressoes em Árabe
Expressões básicas em Árabe (salve para levar na viagem)

– O calor é insano e o suor também. Quem preferir andar com a doleira por baixo da roupa, o ideal é colocar o passaporte e dinheiro em um pequeno saco plástico, pois ao transpirar você pode molhar (experiência própria). 

– O trânsito é caótico e parece até que não existem leis no país, principalmente na capital. Atravessar uma simples rua é um grande desafio, pois mesmo quando existe semáforo, ele não é respeitado. É preciso entrar no meio dos carros que eles automaticamente já vão desviando de voce. você

– Tenha sempre dinheiro trocado. Os egípcios costumam ser bem gentis, mas no final sempre querem uma gorjeta. Até para abrir a porta do banheiro no aeroporto tem um mulher pedindo dinheiro. Para evitar confusões, convém ter pequenas moedas e usar quando essas situações aparecem.

Cairo no Egito
Realidade: saindo da área turística do Cairo

– Predominantemente muçulmano, é comum no Egito escutar pelas ruas a convocação para a oração, vindo dos minaretes das mesquitas. Chamado de Azan, os islâmicos devem obrigatoriamente realizar suas rezas cinco vezes ao dia.

– Na viagem ao Egito é bom saber que os dias da semana são diferentes. A sexta-feira deles corresponde ao nosso domingo, quando quase ninguém trabalha. E o nosso domingo para eles é como a segunda-feira, ou seja, o primeiro dia da semana. 

Informações úteis

Embaixada do Brasil em Cairo

Endereço: Nile City Towers – North Tower – 18th Floor 2005-C Corniche El Nil Cairo – Egypt
Telefone: + (202) 24 61 9837; 20 122 2 444 808 (Plantão Consular)
Portal Consular: (+20) 122 24 44 808
E-mail: comunica.cairo@itamaraty.gov.br
Site da Repartição: http://cairo.itamaraty.gov.br

Por fim, tenha sempre estas informações em mãos durante a sua viagem ao Egito.


Planeje sua viagem

Hospedagem - Ícone Flaticon
Airbnb - Ícone Flaticon
Seguro Viagem - Ícone Flaticon
Aluguel de carros - Ícone Flaticon
Avatar

Olá, meu nome é Thatiane Ferrari

Jornalista especializada em cultura. Já zanzei por mais de 35 países, na maioria das vezes sozinha e com o orçamento curto. Decidi reunir aqui minhas andanças pelo mundo, com o objetivo de compartilhar e estimular a ideia de menos consumo e mais vivência. Viajar é possível, basta planejar!

Complexo arqueológico de Abu Simbel

Abu Simbel: obra-prima da arquitetura egípcia

por: Thatiane Ferrari
Para compreender a potência do maior faraó do antigo Egito, Ramsés II, o único que reinou por 67 anos, basta visitar o complexo arqueológico de Abu Simbel. Os templos colossais, talhados nas form...