Estação de Milão
14.07.2021 Trem na Itália: o que saber antes de viajar!


Para rodar de lá pra cá e daqui pra lá dentro aqui da bota, a maneira mais fácil e prática é utilizar o trem na Itália. Com estações bem localizadas em regiões centrais, diferentes preços e horários, é possível encontrar sempre uma boa opção de trajeto.


Ligando boa parte do país, o trem na Itália é o meio de transporte mais recomendado para quem quer ter um ponto fixo e ao mesmo tempo rodar pelas cidades ao redor. Utilizar o serviço de trem na Itália é  simples, porém é preciso ficar atento em alguns detalhes que farão a diferença na sua viagem. Vamos lá?


Trem na Itália: o que aprendi e conto aqui!


Passagem
As estações de trem na Itália não possuem catraca e somente em algumas viagens os bilhetes são conferidos

Imagina chegar sozinha em um país em que você não fala a língua e ter que comprar passagens, pesquisar itinerários e localizar plataformas. A primeira vez que estive em Milão, resolvi usar a cidade como base para conhecer algumas regiões próximas.

Eu já trabalhei em lugares onde demorava 2 horas para chegar. Por isso, não me preocupo em estar o tempo todo dentro de um ônibus ou trem pra fazer um passeio. A percepção de distância para nós, brasileiros, é muito relativa. Somos um país com dimensões enormes, por conta disso, o que muitas vezes para o Italiano é longe, para nós é perto.

Foi assim, rodando as cidadezinhas próximas, que passei por alguns apuros, por isso simplifico aqui tudo para vocês.

Seguro Viagem Europa

Comprando o bilhete de trem na Itália


Validação do bilhete
Para evitar multas é importante validar o bilhete antes de entrar no trem

Morando aqui na Itália pude perceber que, ultimamente, a data em que você compra o bilhete não altera o valor, ou seja, não existe nenhuma vantagem em adquirir a passagem meses antes ou na data da viagem. A empresa que opera no país é a Trenitalia, o grupo ferroviário do estado italiano. 


O que realmente acontece é de você chegar para comprar e o itinerário mais barato já estar completamente vendido. Isso é muito comum durante o verão.

Por essa razão, se for na baixa temporada, fique tranquilo em comprar já aqui. Tanto o site, quanto as máquinas na estação e o aplicativo funcionam em diversos idiomas. E atenção, nem todas as estações possuem guichê de compra com funcionário. 

Em cidades maiores existem pessoas que ficam ao lado da máquina querendo ajudar na compra, esperando sempre um agrado no final. É uma prática não recomendada, mas bem comum.

Ao comprar o bilhete físico, o usuário deve validá-lo em uma das diversas máquinas que existem nas estações. Enfie até o final e espere escutar o barulho da impressão, que marcará no bilhete o local, a data e a hora. Dependendo da viagem são vendidos bilhetes pequenos (no tamanho de um cartão de visita) e grandes (como um cartão de embarque de avião). Cada máquina de validação serve para um específico.

Se comprar no mesmo momento a ida e a volta, cuidado para não validar o bilhete errado. Quase fiz isso!


Como funciona o embarque?


Estação de trem na Itália
Importante estar atento na hora de encontrar a plataforma que sai o trem


Cadê a catraca? O que eu faço com o bilhete? Mostro para quem? Sim, mil coisas surgirão na sua mente ao pisar na estação ferroviária, mas calma!  Para começar a falar sobre como funciona o trem na Itália, é preciso adiantar uma coisa: não existem catracas nas estações e olha, a presença de funcionários é bem escassa. Assim, é preciso checar mil vezes antes de entrar dentro de um vagão.

Como são muitos os trens, nas estações os embarques são feitos distribuídos nas plataformas. Em italiano estará escrita a palavra binário. É bem comum acontecer do nome do seu destino não aparecer no letreiro. Não se sinta perdido. Basta sempre guardar o número da viagem no momento da compra e depois procurá-lo na tela e não pelo nome da cidade que vai visitar. 

ESTRUTURA DOS TRENS

Corredor do trem
Vagões da segunda classe: igualmente confortáveis e com preços mais acessíveis

Os vagões são separados entre primeira e segunda classe. Os valores entre eles são bem consideráveis e na minha opinião a diferença entre eles é pouco perceptível, pelo menos no norte do país.

Usualmente os trens são bem espaçosos,confortáveis e limpos. Possuem sistema de energia, em USB ou plug, para carregar equipamentos.

CONTROLE DE VIAGEM

Sabe aquela brincadeira da roleta russa? É assim! Há dias em que o funcionário passa duas vezes verificando o bilhete e têm outros que não aparece ninguém. Não vale a pena correr o risco de ter que pagar uma multa (bem salgada por sinal).

É infinitamente melhor comprar logo a passagem e poder viajar honestamente e sossegado. Segundo o Manual do Viajante da Trenitalia, as taxas são aplicadas nos seguintes casos:

Trem errado: se você estiver no trem não correspondente da passagem, terá que pagar a diferença e mais uma multa de 10 euros.

Tíquete com o nome de outra pessoa: se as informações não baterem com o documento apresentado, será cobrada uma multa de 10 euros.

Falta de bilhete ou passagem fora do prazo de validade: o usuário deverá pagar o bilhete e acrescentar uma multa de 50 euros.

Vale lembrar que todas as multas devem ser pagas na hora ou até 60 dias da aplicação. Caso isso não ocorra, o passageiro recebe mais uma multa de 200 euros. Fica puxado!

E atenção! Se seu pequeno vai lhe acompanhar na viagem, já fica um aviso. Crianças de até 4 anos não pagam passagem, mas também não têm direito ao assento.  


Benefícios (ou não) do uso do trem na Itália


Vista da janela do trem
Viajar de trem na Itália é a certeza de encontrar paisagens belíssimas

Como tudo na vida, sempre existem os prós e os contras na hora de usar o trem na Europa. Acima de tudo, avalie os pontos ruins e depois os bons e perceba se esse tipo de transporte corresponde às suas expectativas:

DESVANTAGENS

Falta de informação: nem sempre será fácil encontrar um funcionário para tirar dúvidas e, se encontrar, muitas vezes eles não têm a paciência para explicar. O que sempre faço e indico é chegar com uma certa antecedência, dando o tempo para que eu consiga assimilar o lugar e encontrar a plataforma correta.

Viagens com baldeação: algumas das passagens mais em conta ou destinos mais longes podem exigir que o passageiro troque de trem, ou seja, coloque na balança o tempo e o transtorno de ter que ficar procurando plataforma e carregando malas.

Estações fantasmas: já aconteceu, durante as minhas andanças na Itália, de confirmar pela internet a saída do trem da estação e quando chegar lá tudo estar fechado e completamente vazio. De antemão já digo que é mais comum em cidades menores. Na hora o que tive que fazer foi comprar a passagem pelo celular e rezar para o trem parar na estação. Ainda bem que deu certo! 

Pouca estrutura:  As estações ferroviárias das principais cidades contam com uma perfeita estrutura com muitas opções gastronômicas, lojas e salas de espera. Porém, não é a realidade de outras.

Em muitas é preciso pagar até 1 euro para utilizar o banheiro. As que não cobram, malemá possuem papel higiênico.

Booking.com

VANTAGENS

Ótima localização: esqueça aquele transtorno todo de sair de um avião e ainda ter que procurar transporte para o centro da cidade. De trem, você já estará completamente nele!

Hospedagem próxima da estação: A primeira vista reservar um hotel próximo das estações de trem pode parecer um pouco estranho, já que costumam ser regiões mais degradadas da cidade, mas dependendo do seu itinerário vale muito a pena.

Já fiquei hospedada perto da estação em Milão e, posteriormente em Roma, e consegui fazer viagens de bate e volta saindo nas primeiras horas do dia. O que faço sempre é conferir a pontuação no Booking e analisar o melhor custo e benefício.

Sem preocupação com sobrepeso:  sem essa de ter que vestir as roupas todas da viagem para conseguir fechar a mala. Só de não pensar nisso já dá um alívio, fala a verdade?

Pode transportar animais: precisa consultar direitinho em relação ao tamanho bicho, mas é permitido levar sim e os preços, exigências e riscos são mil vezes mais tranquilos. 

Experiência turística:  Algumas das estações ferroviárias do país são na verdade grandes obras primas. A Estação Central de Milão, por exemplo, foi inaugurada em 1931 e possui uma arquitetura sem igual. Vale a pena chegar mais cedo que o previsto, apenas para apreciar a beleza do lugar com calma e sem tumulto. 

Ficou com vontade de andar de trem na Itália, já vivenciou esta experiência, tem alguma dúvida? Vou adorar receber um comentário seu aqui embaixo!


Planeje sua viagem

Hospedagem - Ícone Flaticon
Seguro Viagem - Ícone Flaticon
Aluguel de carros - Ícone Flaticon

Olá, meu nome é Thatiane Ferrari

Jornalista especializada em cultura. Já zanzei por mais de 35 países, na maioria das vezes sozinha e com o orçamento curto. Decidi reunir aqui minhas andanças pelo mundo, com o objetivo de compartilhar e estimular a ideia de menos consumo e mais vivência. Viajar é possível, basta planejar!

Rio Nilo e a Cairo Tower

7 Ensinamentos de viagem: dicas práticas!

por: Thatiane Ferrari
Sempre é bom trazer para o debate os ensinamentos de viagem. São eles que, pelo bem ou pelo mal, nos ajudam a crescer e a evoluir mundão afora. Desde que eu fiz o meu primeiro mochilão pela Améri...
Tatuagem de Viagem

Tatuagem de viagem: 50 desenhos inspiradores!

por: Thatiane Ferrari
Viajar e tatuar, são duas coisas que marcam nossas vidas para sempre. Agora imagine a possibilidade de juntar essas duas paixões? Pensando nisso, preparamos uma lista com os desenhos mais incríveis...