aviao Ethiopian Airline nq2zk3sogubaj6rudmww1d9npa541mmj7nxa1oq2yc - Como é voar com a Ethiopian Airlines para a Ásia?
12.05.2018 Como é voar com a Ethiopian Airlines para a Ásia?

Cada vez mais convidativos, os preços para voar com a Ethiopian Airlines acabam sendo o fator determinante de muitos passageiros na hora de escolher onde investir dinheiro em passagem. Mas, realmente vale a pena? É bom colocar na ponta do lápis todos os serviços oferecidos e analisar se o barato é tão barato assim.

Com sede no Aeroporto Internacional Bole em Adis Abeba, capital da Etiópia, a companhia aérea africana opera a mais de sete décadas e possui como rota destinos na Ásia, Oriente Médio, Europa, Estados Unidos e Canadá, sendo uma das maiores empresas do continente.


Ethiopian Airlines é boa?

O primeiro contato foi em uma promoção de passagem aérea na classe econômica para Bangkok, na Tailândia. Depois da fúria consumista de comprar sem pensar duas vezes, comecei a pesquisar para conhecer um pouco mais sobre a companhia. Aí que veio o susto. Li tantas coisas terríveis que achei prudente escrever a minha experiência para acalmar os ânimos de alguns viajantes.

O Boeing 787-8 Dreamliner da Ethiopian Airlines é um dos melhores aviões do mundo. Seu espaço interno é bem confortável, com uma boa dimensão para pernas e apoio para os pés. Há também janelas com controle de luminosidade por meio de sistema eletrônico, entrada USB, mesa retrátil para refeições e porta-copos, além da tela individual de entretenimento.

 

Kit viagem da Ethiopian Airlines

Kit viagem oferecido pela Ethiopian Airlines


Recebemos no início do voo um kit de viagem em um saquinho plástico contendo meias, máscara de dormir, escova e pasta de dente. Na poltrona já estavam o cobertor e travesseiro. Depois as aeromoças passaram oferecendo fones de ouvido. Toda a equipe de bordo falava inglês e amárico, o idioma oficial da Etiópia.

Comida no avião

Durante o check-in online é possível informar as suas restrições alimentares, porém em todos os meus quatro voos, tanto no almoço quanto no jantar, havia alguma opção de carne, na maioria das vezes frango, acompanhado de arroz. Para beber vale destacar o vinho tinto (muito bom) e o café local. Muita gente não sabe, mas a origem do café é etiópia.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Como é voar com a Ethiopian Airlines para a Ásia?

Entretenimento a bordo

Na tela de entretenimento individual é oferecido um menu completo com música, cinema  jogos e informações do voo (cheio de mapas). A parte de filmes é bem completa, com muitos recém lançados, exceto se você só compreende português, pois os longas estão em inglês e sem legenda. Na parte “brazilian” tinham só dois títulos. Como fiquei dois meses na Ásia, deu o tempo de trocarem os filmes.

A revista impressa da Ethiopian Airlines é a Selamta. Ela é em inglês (com algumas poucas partes na língua amárica) e possui matérias bem interessantes com ótimas fotos.

 

Conexão em Adis Abeba

Realmente no quesito aeroporto de conexão a companhia deixa a desejar. Nada é confortável. A parada em Addis Abeba é bem confusa. Para se ter uma ideia o local não possui um número razoável de assentos. É normal ver pessoas pelo chão, enquanto outras ocupam deitadas bancos inteiros. Nas duas vezes que estive lá a internet não estava funcionando direito. Alguns banheiros são em containers.

 

Pessoas aguardam voo em Adis Abeba

Pessoas aguardam voo em Adis Abeba


Não espere muita coisa do Duty Free. Não há muitas coisas nas prateleiras e tudo é caro. Recomendo passear pelas lojas com artesanato local, mas se você gostar de algum item, prepare o bolso. Um simples magnético não sai por menos de 5 dólares.

Se estiver voando de Classe Executiva ou for membro da Sheba Miles (Gold e Silver) ou da Star Alliance (Gold) poderá ter acesso ao lounge. Na minha última conexão por lá fui abordada de forma aleatória por um funcionário com uma pesquisa de satisfação. Aproveitei para colocar todas essas reclamações na pauta!

 

Sala de embarque do aeroporto de Adis Abeba

Sala de embarque do aeroporto de Adis Abeba


Para mim o que realmente é bonito são os encontros culturais. Como esse é um espaço que interliga diversos continentes é normal ver no mesmo ambiente chinesas descoladas ao lado de africanas com burcas coloridas, enquanto um argentino na frente toma mate. Há um local para reza e até uma espécie de pia especial para os homens lavarem os pés antes da prática religiosa islâmica. Vale a pena observar!

Como funciona o Stopover?

Se seus voos internacionais tiverem uma conexão grande em Adis Abeba de 8 a 24 horas, a companhia oferece gratuitamente o serviço de visto de trânsito, traslado e acomodação em hotel. Basta solicitar na chegada, apresentando seu passaporte e passagem. Será emitido um cartão que serve como permissão de entrada ao país e o voucher da hospedagem. Para a classe executiva eles costumam oferecer diárias no Hilton ou Radisson. Já aos passageiros da classe econômica, as opções são hospedagens mais populares. Todas as refeições dentro dos hotéis estão inclusas.

Seguro viagem oceania 728x90


Programa de milhas da Ethiopian

A companhia possui um programa de milhagem próprio, a ShebaMiles, mas também desde 2011 contabiliza na Star Alliance ao lado de outras 27 empresas. No Brasil você pode transferir para o Programa Amigo da Avianca e em Portugal, para o Programa Victoria da TAP.

 

Voar com a Ethiopian Airlines

A pergunta que não quer calar: vale a pena voar com a Ethiopian Airlines?

Bom, se o passageiro busca conforto, não. O serviço oferecido na classe econômica é simples e o aeroporto de conexão não é nada aconchegante. Basta pensar em uma viagem para a Tailândia, por exemplo, onde o primeiro voo (Guarulhos X Adis Abeba) tem duração de 12 horas e o segundo (Adis Abeba X Bangkok) 8 horas e 45 minutos, com um intervalo de 5 horas em um local sem estrutura. Não recomendo para quem irá passar poucos dias no destino final. O tempo é grande para o corpo se recuperar de toda essa “maratona aérea”.

Agora, se o viajante possui uma duração maior de estadia e está acostumado com esse tipo de perrengue, não vejo problema nenhum. Ao contrário, acho que o custo-benefício compensa.



Booking.com

PLANEJE A SUA VIAGEM!

 

Olá, meu nome é Thatiane Ferrari

Jornalista especializada em cultura. Já zanzei por mais de 35 países, na maioria das vezes sozinha e com o orçamento curto. Decidi reunir aqui minhas andanças pelo mundo, com o objetivo de compartilhar e estimular a ideia de menos consumo e mais vivência. Viajar é possível, basta planejar!

Viajando sozinha pelo Egito

por: Thatiane Ferrari
Tenho o vício, mania, gosto por viajar sozinha. Antes eu até procurava companhia porém, agora não as procuro mais. Depois da minha primeira viagem solo e de experimentar as...

Restaurante Egípcio Koshary Abou Tarek

por: Thatiane Ferrari
Arroz, macarrão, lentilha, grão de bico e cebola frita. Tudo isso regado com um suculento molho de tomates. Deu água na boca? Esse é o koshary, tradicional comida que n&ati...