Trocando souvenirs pela estrada ou a linda arte de materializar lembranças!

Presentinhos comprados prontos para serem entregues aos novos amigos do Leste Europeu!

Presentinhos comprados prontos para serem entregues aos novos amigos do Leste Europeu!

Para mim não há nada mais legal do que ter lembranças dos momentos vivenciados em uma viagem. Gosto de ler diários e rever mil vezes álbuns de fotos, na ânsia de não esquecer, nem um tiquinho, das recordações da estrada.

Mas o inverso também me interessa. Gosto de criar laços com destinos e pessoas. Me anima a ideia de ser lembrada como brasileira. Por isso, sempre quando viajo tenho o costume de levar algo do meu país para compartilhar com amigos/conhecidos que vou encontrando na jornada.

Sempre tem um guia mais especial, uma companheira de hostel, um atendente amável ou até mesmo um vendedor árabe difícil de negociar um desconto!!!!

Alguns dos presentinhos que ganhei por aí!

Alguns dos presentinhos que ganhei por aí!

Em São Paulo, o melhor lugar para comprar esse tipo de souvenir verde e amarelo é a Rua 25 de março. Existe por lá uma infinidade de produtos com uma variedade de funções, por um custo muito baixo.

Para a minha próxima viagem, já organizei alguns presentinhos, todos eles comprados na loja Minas. Desta vez serão canetas e chaveiros com a bandeira do Brasil. E você? Também gosta de compartilhar presentes pela estrada? Me conte nos comentários!

Viajar de dia ou de noite?

Sempre quando estamos preparando um roteiro acaba surgindo esse tipo de pergunta. Na verdade eu não tenho a resposta, mas quero lhe ajudar apresentando os prós e os contras de cada uma das alternativas.

Viajando de dia

A melhor parte das viagens diurnas com toda a certeza é a possibilidade de avistar a paisagem. Quando penso nisso, sempre me vem na cabeça um destino: o Chile. Das duas vezes que estive por lá optei por chegar na cidade de Santiago com a luz do sol, isso porque, tanto de avião quanto de ônibus (chegando de Mendoza-Argentina) a vista da Cordilheira dos Andes é inesquecível.

Outro fator positivo é que você poderá colocar a leitura e as pesquisas da viagem em dia, além de facilitar a oportunidade de fazer amizade com seu vizinho de poltrona. Dependendo da localidade chegar ao seu destino de dia também é uma questão de segurança.

O lado ruim é que você muitas vezes perderá uma boa parte do dia e depois de horas sentado, o corpo estará cansado para aguentar o pique mais turístico.

Estrada entre Mendoza, na Argentina e Santiago, no Chile

Estrada entre Mendoza, na Argentina e Santiago, no Chile

 

Cordilheira Mendoza Santiago

Cena linda que só consegui acompanhar por estar viajando pela manhã

 

Cordilheira avião em dezembro 2

Passando pela Cordilheira dos Andes durante um voo iniciado de madrugada

 

Cordilheira avião em dezembro

Mesmo sendo dezembro a neve nos Andes permanece forte

 

Viajando de noite

A melhor parte das viagens noturnas certamente é a economia com hospedagem. Hoje em dia é fácil deixar gratuitamente as malas em depósitos de bagagens em hostels e hotéis após o check-out, passear e mais tarde ir para a rodoviária, estação de trem ou aeroporto.  

O ruim é que nem sempre viagem noturna é sinônimo de uma noite de sono, pois nada garante que você se sentirá confortável, que apagarão as luzes do transporte ou que seus vizinhos de poltrona farão o devido silêncio.

O bom mesmo é tentar não economizar tanto no transporte, lembre-se você já está poupando a hospedagem. No caso de avião sei que é mais difícil, mas em trens e ônibus existe a possibilidade de uma passagem intermediária, que oferece um assento mais confortável do tipo semi-leito.

Para viagens mais longas vale a pena investir no travesseiro de pescoço, máscara para dormir e tapa ouvidos. 

E aí, qual você escolhe?

 

IMG_3908

No Egito, durante viagem noturna de trem do Cairo até Aswan

 

IMG_3911

A paisagem do amanhecer pela janela do trem, próximo a Aswan

 

Spa de peixes (Santorini-Grécia)

IMG_0769

Feliz com a experiência!


Peixe-médico ou peixe-manicure? O garra rufa é uma espécie de peixe natural da área central do Oriente Médio que se alimenta de células mortas. Por este motivo é bastante utilizado não apenas para fins medicinais como também para quem busca obter resultados estéticos.

Em toda Grécia, não é raro ver spas especializados na técnica dos cardumes na limpeza dos pés. No primeiro momento que vi achei muito inusitado e confesso que recusei a ideia com medo de me machucar ou machucá-los. Porém, a curiosidade falou mais alto.

Acabei aproveitando o clima tranquilo e calmo de Santorini para entrar na onda e relaxar. Ao chegar no spa você retira os sapatos e a atendente te leva até um pequeno tanque para lavar os pés com um produto especial.

Depois você escolhe em qual aquário com cerca de 50 peixinhos você quer colocar os pés. Pronto! Agora eles farão todo o serviço. Não dói, você só sente algo “cutucando” como uma espécie de pequenos beliscos, em especial na área da cutícula.

Optei por 15 minutos de massagem nos pés e após o alarme soar ainda ganhei mais alguns minutos free. O serviço custa 10 euros. O atendimento foi muito bom, eles entenderam a minha aflição inicial e não ligaram para os meus gritinhos a cada mordida mais esfomeada dos peixes.

 

Tanque para lavar os pés

 

IMG_0762

Aquário com os peixinhos

 

IMG_0765

Hora do ataque


Serviço

Dr. Fish Spa
Main Square – Fira – Santorini – Grécia
https://www.facebook.com/DrFishSpaExperience 

Visita guiada ao Edifício Matarazzo (São Paulo-SP)

12249962_10207604150839145_5859011239027844918_n (1)

Vista de tirar o fôlego!

Um dos edifícios mais imponente e significativo da cidade de São Paulo está aberto a visitações. A São Paulo Turismo, empresa de lazer e eventos da cidade de São Paulo, oferece um passeio guiado gratuito dentro do Edifício Matarazzo, hoje sede da Prefeitura Municipal da cidade.

As visitas acontecem de segunda a sexta feira, sempre às 15, 17 e 19 horas. Elas possuem a duração de 1 hora e devem ser agendadas pelo e-mail visitaedificiomatarazzo@spturis.com até às 14h do dia anterior. O ponto de encontro é na Central de Informação Turística (van) do serviço da São Paulo Turismo, estacionada na frente do prédio ou na Praça Patriarca, ao lado.

Construído no final da década de 1930 para ser a sede das Indústrias Reunidas Francisco Matarazzo, o prédio foi projetado por Severo e Vilares, com revisão do italiano Marcello Piacentini, arquiteto de Mussolini. Em estilo neoclássico com moderno, utilizando algumas simbologias do Império Romano, ele é todo revestido com mármore italiano. Consta que este foi o maior carregamento do material já trazido ao país.

Após passar por diversos outros donos como o Grupo Audi e o Banespa, apenas em 2004 o edifício se tornou propriedade do governo municipal da cidade.

Logo no saguão é possível contemplar o mosaico do Mapa do Brasil criado pelo Studio Mosaico Padoan, mostrando que as Indústrias Matarazzo estavam atuando em todo o país. Produzido em Veneza, no ano de 1939, ele só conseguiu chegar ao Brasil em 1946, com o final da segunda guerra mundial.

De lá partimos para uma pequena sala onde a guia fala um pouco sobre a história do prédio, seguida por um vídeo de apresentação.

Apenas o 3º andar (entrada pelo Viaduto do Chá) e o 5º andar (gabinete do prefeito) são tombados pelo patrimônio histórico, assim como a fachada. Durante a visita é possível visitar apenas o 3º e 14ª andar, onde está localizado o jardim. Uma curiosidade é que o prédio não possui o 13º Andar, por motivos de superstição. As visitas ao gabinete ocorrem apenas aos sábados, quando não há expediente.

Sempre sonhei em conhecer o jardim suspenso do Matarazzo e essa visita é uma grande oportunidade para quem, assim como eu, sempre teve curiosidade. O espçao possui mais de 400 espécies de plantas e árvores das mais diversas localidades do mundo, além de um pequeno lago com 19 carpas.

O passeio inclui 3 mirantes, que possuem pontos distintos de observação. Como fui em uma temporada de horário de verão, acredito que o melhor horário da visita é às 19h, quando o céu ainda está escurecendo e conseguimos captar o belíssimo entardecer da selva de pedra e suas luzes urbanas. Imperdível!

Confira imagens:

11954606_10207604151759168_7299501992638259059_n

Todas as árvores são catalogadas

 

12274530_10207604152799194_6763373956950363375_n

São mais de 400 espécies de plantas

 

12301715_10207604151399159_7075256846096933312_n

Corredor do jardim

 

12308726_10207604151799169_2793879128382462777_n

Lago com carpas

 

12294842_10207604151199154_827997217426880945_n

Mosaico italiano

 

12299142_10207604150919147_4279514078820019604_n

Com a Câmara Municipal de São Paulo ao fundo

 

12299373_10207604154359233_7403422651605289425_n

De noite, iluminada

 

11216803_10207604155999274_3951162254730329171_n

Grupo visitante

 

Serviços:

Edifício Matarazzo
Viaduto do Chá, 15 – Anhangabaú – Centro – São Paulo.
Visitas: Segunda a sexta-feira, 15, 17 e 19 horas.
Agendamento: visitaedificiomatarazzo@spturis.com até às 14h do dia anterior.

Transporte público em Santorini, na Grécia

369459988

Para quem, assim como eu, é uma motorista sem prática apresento aqui a solução: sim, há transporte público e de qualidade em Santorini, na Grécia.

Obviamente que seria mais fácil alugar um veículo, aliás, estava nos meus planos e orçamento alugar um triciclo (em torno de 25 euros, o dia), porém, achei mais prudente não arriscar.

0

Mapa da rota dos ônibus

O trânsito em ritmo de férias, onde tudo é permitido, acaba sendo um pouco confuso. Vi duas pequenas batidas de triciclo por pura imprudência dos motoristas. Teve um que bateu sozinho na parede levando uma boa parte do reboco de uma casa.

A ilha possui um sistema de ônibus com horários fixados que, na maioria das vezes funcionam.  As linhas levam até o aeroporto, Perissa, Kamari, Monolitos, Oia e Acrotíri (Praia Vermelha).  Os veículos são grandes, limpos e estofados… Sim, pelo bem do próximo passageiro: melhor se secar antes de entrar.

Seu ponto central fica em Fira, local que escolhi também para me hospedar. De lá você pode ir para qualquer lugar da ilha. Caso se hospede em outra localidade, terá de sempre ir até Fira para depois partir ao destino escolhido.

1

Terminal de ônibus em Fira.

Cada itinerário tem um preço, que varia entre 1,60 euro e 2,20 euros (em junho/2015).  Os tickets são comprados dentro do ônibus. Vale a pena tirar fotos com o celular dos horários para depois consultar.

Uma dica importante. De Kamari para Perissa existe um schutle pelo mar. O valor acaba saindo praticamente o mesmo que tomasse 2 ônibus (5 Euros), porém certamente você irá economizar tempo.

Anote outra. Para quem quer ver o pôr do sol em Oia e está em Fira, compensa sair um pouco mais cedo. Os horários dos ônibus não costumam ser pontuais e infelizmente depois que o nosso astro rei se põe, só volta no outro dia. No Google é possível saber o momento exato em que ele descansará, então programe-se e não perca um dos maiores espetáculos do mundo!

Confira abaixo os horários praticados em junho/2015, para ter uma ideia de como funciona:

46524 533453 3453453 52245353 65442121527275254

Serviços:
Local Bus – Santorini – Grécia
http://ktel-santorini.gr/ktel/index.php/en/

Um pouquinho de como foi a 43ª da ABAV – Expo Internacional de Turismo

A 43ª da ABAV – Expo Internacional de Turismo que aconteceu em São Paulo-SP nos dias 24 e 26 de setembro de 2015, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, foi um sucesso reunindo mais de 30 mil visitantes.

O bom é que a próxima 44ª ABAV – Expo Internacional e Turismo e o 46º Encontro Comercial Braztoa acontecerão entre os dias 28 e 30 de setembro (quarta a sexta-feira – 12h às 20h), no Expo Center Norte (SP), com a participação de expositores nacionais e internacionais. Estaremos lá!

Confira abaixo algumas imagens da minha ida:

12068978_10207279775089954_7882486964691654264_o

No estande da Bahia: só alegria!

 

11055375_10207279792730395_6379889385416930318_o

Homem talhando um instrumento musical no estande do Mato Grosso.

 

11223671_10207279802530640_2126388612503043049_o

As baianas preparando um acarajé arretado!

 

12068890_10207279773649918_360769496240059337_o

Com minhas amigas baianas, em Salvador kkkk

 

11999705_10207279772849898_2338882842845440116_o

Matando a saudades de Lisboa.

 

12002461_10207279774089929_5856435949861977984_o

Com o Papai Noel original da Finlândia.

 

12006492_10207279779370061_7684945651313467244_o

Amazonas como sempre dando um show!

 

12006541_10207279780690094_1167572510901171265_o

Já é tradicional na feira visitar o estande do Marrocos.

12028711_10207279779410062_5821243138151272316_o

Estande do Marrocos com belas peças.

 

12006627_10207279803090654_2749977384517505310_o

Retrô! <3

 

12038792_10207279788370286_4522189715837333205_o

Como se fosse um mini Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses com dunas e lagoas.

 

12039164_10207279779450063_9019120441564818930_o

Muitos estandes e poucas pessoas

 

12045390_10207279798570541_7264171762528756240_o

República Dominicana: um dos estandes mais animados.

 

11937451_10207279801850623_6696269900096545853_n

Encantada com as danças e músicas folclóricas.

 

12045289_10207279801250608_439592460386456944_o

Charutos produzidos no estande da República Dominicana.

 

12068770_10207279780970101_2119238291493048398_o

Delícia de Pernambuco!

 

12068978_10207279780810097_8874333724891732520_o

Feijão de corda com carne seca. Boooom demais!

 



Vem aí a 43ª ABAV – Expo Internacional de Turismo

42ABAV Zanzemos

Entre os dias 24 e 26 de setembro, acontece a 43ª da ABAV – Expo Internacional de Turismo, aqui em São Paulo-SP, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Considerada a maior e mais completa feira do setor nas Américas e no Hemisfério Sul e reconhecida como uma das mais importantes do mundo, a feira reunirá público o profissional como agentes, operadores e gestores de viagens, expositores de mais de 60 países, compradores, além de jornalistas!

Estive presente nas duas últimas edições e foi uma ótima oportunidade para sentir o mercado, estudar os novos destinos e conhecer as novidades, além claro de participar da série de palestras que eles sempre preparam para a Vila do Saber.

Estarei lá novamente para conferir quais são as surpresas turísticas que as operadoras e companhias irão oferecer. Neste ano marcado pela crise financeira e a alta das moedas estrangeiras espero ver muita criatividade na apresentação dos roteiros nacionais. A programação completa da nova edição pode ser conferida aqui.

Serviço:
43ª ABAV – Expo Internacional de Turismo.
De 24 a 26 de setembro de 2015, das 12h às 20h.
Pavilhão de Exposições do Anhembi – Rua: Prof. Milton Rodrigues, 13 – Santana – São Paulo/SP
http://www.abav.com.br

Como comprar ingressos para assistir um jogo no Maracanã?

11960227_10207145623656252_8213171295897787933_n

Inaugurado em 1950, o Maracanã, nome do Estádio Jornalista Mário Filho, é um dos lugares que mais figuram na mente de quem possui o sonho de conhecer o Rio de Janeiro.

Mais que um ponto turístico, o Maraca, como é conhecido, possui a essência do povo carioca. Palco de grandes momentos clássicos do futebol brasileiro e mundial, foi lá que em 1969, o  Rei Pelé marcou seu milésimo gol, onde aconteceu a Copa de 1950 e os show do Frank Sinatra, Madonna e Rolling Stones.

Após uma grande reforma, o Maracanã abriu suas portas com uma “nova roupagem” para receber a Copa do Mundo de Futebol de 2014. Agora se prepara, limpo, moderno e organizado, para receber em 2016, a abertura e o encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Para conhecer o estádio existem duas formas: por meio de um tour ou assistindo algum jogo. Acabei escolhendo a segunda opção!

Quem preferir fazer o tour guiado de 1 hora poderá comprar o ingresso também diretamente no site ou na bilheteria da Rampa A (UERJ) do Maracanã. Informações e preços aqui.

Se você prefere, assim como eu, encarar a aventura de assistir um clássico, também é possível comprar pela internet.

Basta fazer um cadastro no site e pronto. Você poderá escolher a data do jogo, o lado da torcida e o assento. Simples e rápido.

A única coisa chata é que no dia do jogo você deverá chegar pelo menos uma hora antes do início da partida para retirar o ingresso no guichê especial. A fila costuma ser grande, ainda mais em dias de clássico.

Pronto, com o ingresso nas mãos é hora de conhecer um dos gramados mais famosos do mundo. Lembrando que não é permitida a entrada com copos, latinhas e garrafas. Em dias de chuva, não esqueça da sua capa (muitos lugares não são cobertos).

Lá dentro a organização surpreende. Fui no clássico Flamengo e Fluminense, com a casa cheia, mais de 50 mil pessoas. Mesmo assim tinha um funcionário me auxiliando para encontrar o assento. O ingresso para o setor D, na lateral do estádio saiu por R$ 80,00 mais uma taxa de conveniência de R$8,00.

1908044_10207145624376270_1313430804148234490_n

Como chegar no Maracanã?

A melhor opção é ir de metrô e você poderá ir tranquilamente com a camisa do seu time. Ao contrário de São Paulo, onde um palmeirense nunca poderá estar no mesmo vagão que um corintiano (acho isso ridículo, ok!), no Rio de Janeiro a divisão dos times é algo pacífica. Obviamente que deve ocorrer algum fato, mas acredito que seja algo isolado.

Para acessar as entradas A, B e C desembarque na estação Maracanã. Já para as entradas D, E e F, a estação São Cristovão é a mais próxima. O policiamento da primeira é mais forte que a segunda, leve em consideração na volta.

Mais informações sobre a linha e itinerários, acesse o site do Metrô do Rio de Janeiro.

maracanã zanzemos

Saindo da estação de metrô Maracanã

maracana

Pertinho do gramado

maracana interna

Parece um shopping

Serviço:
Estádio Jornalista Mário Filho – Maracanã
Avenida Presidente Castelo Branco, s/n – Portão 2
Informações: https://www.maracana.com –  0800-062-7222.

Bate e volta – Do Cairo até Alexandria, no Egito

Bate e Volta para Alexandria Zanzemos
Alexandria, a segunda maior cidade egípcia,  fundada por Alexandre, o Grande em 332 a. C e lar da mais famosa rainha do Egito, Cleópatra.

Para quem está hospedado no Cairo, quer conhecer Alexandria, mas não tem muito tempo, uma ótima opção é fazer um bate e volta. Sem saber ao certo como chegar até lá pesquisei em duas agências as opções para uma viajante solitária. Uma delas me cobrou 900 libras egípcias e a outra 110 dólares.

Diante desses preços tão abusivos, resolvi pesquisar e encontrei a melhor opção em relação a custo/benefício: ir de ônibus.

Uma das empresas que oferecem o serviço é a Go Bus. A viagem possui duas horas de duração e o terminal para pegar o ônibus é atrás do Museu do Cairo, passando por baixo do viaduto. É bem fácil. O ônibus é limpo, com ar-condicionado, poltronas novas e televisão.

Em junho de 2015, a viagem de ida e volta saiu por 80 Libras Egípcias, no ônibus Deluxe – o único disponível. A estação de ônibus em Alexandria não é perto do centro. De lá é preciso tomar um táxi. Negociando conseguimos chegar ao preço de 30 Libras Egípcias.

O trânsito por Alexandria também é horrível mas, com a brisa do mar tudo fica bem melhor. Um ótimo ponto de referência para pedir ao taxista é a Biblioteca. De lá é possível (com muita força de vontade) caminhar até as principais atrações da cidade.

IMG_4138Pela janela

IMG_4137Ônibus novo, limpo e com ar condicionado

 

Museu da Mumificação em Luxor no Egito

Museu da Mumificação Luxor

Localizado em frente ao Rio Nilo, ao lado do Templo de Luxor, o Museu da Mumificação reúne uma série de peças que contam o procedimento funerário aplicado após a morte dos nobres e faraós.

Neste pequeno espaço inaugurado em 1997, é possível encontrar os instrumentos originais para a remoção das vísceras, materias necessários para a dissecação, vasos para guardar os órgãos e
alguns animais mumificados. Além disso, o visitante poderá visitar a múmia e o sarcófago de um sumo sacerdote do faraó da 21ª dinastia.

Há também um painel contando o passo a passo da mumificação na visão do Antigo Egito. O local é pequeno, por este motivo recomendo a visita apenas para quem realmente possui interesse no assunto. É proibido tirar fotos.

Nesse vídeo encontrado na internet é possível conhecer algumas das peças:

Serviço:
Museu da Mumificação
Corniche el-Nil, Centro de Luxor –  Egito
Entrada: 60 libras egípcias – 30 libras egípcias (estudantes)
Informações: http://www.sca-egypt.org/eng/MUS_Mummification.htm

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...