Viajar de dia ou de noite?

Sempre quando estamos preparando um roteiro acaba surgindo esse tipo de pergunta. Na verdade eu não tenho a resposta, mas quero lhe ajudar apresentando os prós e os contras de cada uma das alternativas.

Viajando de dia

A melhor parte das viagens diurnas com toda a certeza é a possibilidade de avistar a paisagem. Quando penso nisso, sempre me vem na cabeça um destino: o Chile. Das duas vezes que estive por lá optei por chegar na cidade de Santiago com a luz do sol, isso porque, tanto de avião quanto de ônibus (chegando de Mendoza-Argentina) a vista da Cordilheira dos Andes é inesquecível.

Outro fator positivo é que você poderá colocar a leitura e as pesquisas da viagem em dia, além de facilitar a oportunidade de fazer amizade com seu vizinho de poltrona. Dependendo da localidade chegar ao seu destino de dia também é uma questão de segurança.

O lado ruim é que você muitas vezes perderá uma boa parte do dia e depois de horas sentado, o corpo estará cansado para aguentar o pique mais turístico.

Estrada entre Mendoza, na Argentina e Santiago, no Chile

Estrada entre Mendoza, na Argentina e Santiago, no Chile

 

Cordilheira Mendoza Santiago

Cena linda que só consegui acompanhar por estar viajando pela manhã

 

Cordilheira avião em dezembro 2

Passando pela Cordilheira dos Andes durante um voo iniciado de madrugada

 

Cordilheira avião em dezembro

Mesmo sendo dezembro a neve nos Andes permanece forte

 

Viajando de noite

A melhor parte das viagens noturnas certamente é a economia com hospedagem. Hoje em dia é fácil deixar gratuitamente as malas em depósitos de bagagens em hostels e hotéis após o check-out, passear e mais tarde ir para a rodoviária, estação de trem ou aeroporto.  

O ruim é que nem sempre viagem noturna é sinônimo de uma noite de sono, pois nada garante que você se sentirá confortável, que apagarão as luzes do transporte ou que seus vizinhos de poltrona farão o devido silêncio.

O bom mesmo é tentar não economizar tanto no transporte, lembre-se você já está poupando a hospedagem. No caso de avião sei que é mais difícil, mas em trens e ônibus existe a possibilidade de uma passagem intermediária, que oferece um assento mais confortável do tipo semi-leito.

Para viagens mais longas vale a pena investir no travesseiro de pescoço, máscara para dormir e tapa ouvidos. 

E aí, qual você escolhe?

 

IMG_3908

No Egito, durante viagem noturna de trem do Cairo até Aswan

 

IMG_3911

A paisagem do amanhecer pela janela do trem, próximo a Aswan

 

Spa de peixes (Santorini-Grécia)

IMG_0769

Feliz com a experiência!


Peixe-médico ou peixe-manicure? O garra rufa é uma espécie de peixe natural da área central do Oriente Médio que se alimenta de células mortas. Por este motivo é bastante utilizado não apenas para fins medicinais como também para quem busca obter resultados estéticos.

Em toda Grécia, não é raro ver spas especializados na técnica dos cardumes na limpeza dos pés. No primeiro momento que vi achei muito inusitado e confesso que recusei a ideia com medo de me machucar ou machucá-los. Porém, a curiosidade falou mais alto.

Acabei aproveitando o clima tranquilo e calmo de Santorini para entrar na onda e relaxar. Ao chegar no spa você retira os sapatos e a atendente te leva até um pequeno tanque para lavar os pés com um produto especial.

Depois você escolhe em qual aquário com cerca de 50 peixinhos você quer colocar os pés. Pronto! Agora eles farão todo o serviço. Não dói, você só sente algo “cutucando” como uma espécie de pequenos beliscos, em especial na área da cutícula.

Optei por 15 minutos de massagem nos pés e após o alarme soar ainda ganhei mais alguns minutos free. O serviço custa 10 euros. O atendimento foi muito bom, eles entenderam a minha aflição inicial e não ligaram para os meus gritinhos a cada mordida mais esfomeada dos peixes.

 

Tanque para lavar os pés

 

IMG_0762

Aquário com os peixinhos

 

IMG_0765

Hora do ataque


Serviço

Dr. Fish Spa
Main Square – Fira – Santorini – Grécia
https://www.facebook.com/DrFishSpaExperience 

Transporte público em Santorini, na Grécia

369459988

Para quem, assim como eu, é uma motorista sem prática apresento aqui a solução: sim, há transporte público e de qualidade em Santorini, na Grécia.

Obviamente que seria mais fácil alugar um veículo, aliás, estava nos meus planos e orçamento alugar um triciclo (em torno de 25 euros, o dia), porém, achei mais prudente não arriscar.

0

Mapa da rota dos ônibus

O trânsito em ritmo de férias, onde tudo é permitido, acaba sendo um pouco confuso. Vi duas pequenas batidas de triciclo por pura imprudência dos motoristas. Teve um que bateu sozinho na parede levando uma boa parte do reboco de uma casa.

A ilha possui um sistema de ônibus com horários fixados que, na maioria das vezes funcionam.  As linhas levam até o aeroporto, Perissa, Kamari, Monolitos, Oia e Acrotíri (Praia Vermelha).  Os veículos são grandes, limpos e estofados… Sim, pelo bem do próximo passageiro: melhor se secar antes de entrar.

Seu ponto central fica em Fira, local que escolhi também para me hospedar. De lá você pode ir para qualquer lugar da ilha. Caso se hospede em outra localidade, terá de sempre ir até Fira para depois partir ao destino escolhido.

1

Terminal de ônibus em Fira.

Cada itinerário tem um preço, que varia entre 1,60 euro e 2,20 euros (em junho/2015).  Os tickets são comprados dentro do ônibus. Vale a pena tirar fotos com o celular dos horários para depois consultar.

Uma dica importante. De Kamari para Perissa existe um schutle pelo mar. O valor acaba saindo praticamente o mesmo que tomasse 2 ônibus (5 Euros), porém certamente você irá economizar tempo.

Anote outra. Para quem quer ver o pôr do sol em Oia e está em Fira, compensa sair um pouco mais cedo. Os horários dos ônibus não costumam ser pontuais e infelizmente depois que o nosso astro rei se põe, só volta no outro dia. No Google é possível saber o momento exato em que ele descansará, então programe-se e não perca um dos maiores espetáculos do mundo!

Confira abaixo os horários praticados em junho/2015, para ter uma ideia de como funciona:

46524 533453 3453453 52245353 65442121527275254

Serviços:
Local Bus – Santorini – Grécia
http://ktel-santorini.gr/ktel/index.php/en/

Como comprar ingressos para assistir um jogo no Maracanã?

11960227_10207145623656252_8213171295897787933_n

Inaugurado em 1950, o Maracanã, nome do Estádio Jornalista Mário Filho, é um dos lugares que mais figuram na mente de quem possui o sonho de conhecer o Rio de Janeiro.

Mais que um ponto turístico, o Maraca, como é conhecido, possui a essência do povo carioca. Palco de grandes momentos clássicos do futebol brasileiro e mundial, foi lá que em 1969, o  Rei Pelé marcou seu milésimo gol, onde aconteceu a Copa de 1950 e os show do Frank Sinatra, Madonna e Rolling Stones.

Após uma grande reforma, o Maracanã abriu suas portas com uma “nova roupagem” para receber a Copa do Mundo de Futebol de 2014. Agora se prepara, limpo, moderno e organizado, para receber em 2016, a abertura e o encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Para conhecer o estádio existem duas formas: por meio de um tour ou assistindo algum jogo. Acabei escolhendo a segunda opção!

Quem preferir fazer o tour guiado de 1 hora poderá comprar o ingresso também diretamente no site ou na bilheteria da Rampa A (UERJ) do Maracanã. Informações e preços aqui.

Se você prefere, assim como eu, encarar a aventura de assistir um clássico, também é possível comprar pela internet.

Basta fazer um cadastro no site e pronto. Você poderá escolher a data do jogo, o lado da torcida e o assento. Simples e rápido.

A única coisa chata é que no dia do jogo você deverá chegar pelo menos uma hora antes do início da partida para retirar o ingresso no guichê especial. A fila costuma ser grande, ainda mais em dias de clássico.

Pronto, com o ingresso nas mãos é hora de conhecer um dos gramados mais famosos do mundo. Lembrando que não é permitida a entrada com copos, latinhas e garrafas. Em dias de chuva, não esqueça da sua capa (muitos lugares não são cobertos).

Lá dentro a organização surpreende. Fui no clássico Flamengo e Fluminense, com a casa cheia, mais de 50 mil pessoas. Mesmo assim tinha um funcionário me auxiliando para encontrar o assento. O ingresso para o setor D, na lateral do estádio saiu por R$ 80,00 mais uma taxa de conveniência de R$8,00.

1908044_10207145624376270_1313430804148234490_n

Como chegar no Maracanã?

A melhor opção é ir de metrô e você poderá ir tranquilamente com a camisa do seu time. Ao contrário de São Paulo, onde um palmeirense nunca poderá estar no mesmo vagão que um corintiano (acho isso ridículo, ok!), no Rio de Janeiro a divisão dos times é algo pacífica. Obviamente que deve ocorrer algum fato, mas acredito que seja algo isolado.

Para acessar as entradas A, B e C desembarque na estação Maracanã. Já para as entradas D, E e F, a estação São Cristovão é a mais próxima. O policiamento da primeira é mais forte que a segunda, leve em consideração na volta.

Mais informações sobre a linha e itinerários, acesse o site do Metrô do Rio de Janeiro.

maracanã zanzemos

Saindo da estação de metrô Maracanã

maracana

Pertinho do gramado

maracana interna

Parece um shopping

Serviço:
Estádio Jornalista Mário Filho – Maracanã
Avenida Presidente Castelo Branco, s/n – Portão 2
Informações: https://www.maracana.com –  0800-062-7222.

Museu da Mumificação em Luxor no Egito

Museu da Mumificação Luxor

Localizado em frente ao Rio Nilo, ao lado do Templo de Luxor, o Museu da Mumificação reúne uma série de peças que contam o procedimento funerário aplicado após a morte dos nobres e faraós.

Neste pequeno espaço inaugurado em 1997, é possível encontrar os instrumentos originais para a remoção das vísceras, materias necessários para a dissecação, vasos para guardar os órgãos e
alguns animais mumificados. Além disso, o visitante poderá visitar a múmia e o sarcófago de um sumo sacerdote do faraó da 21ª dinastia.

Há também um painel contando o passo a passo da mumificação na visão do Antigo Egito. O local é pequeno, por este motivo recomendo a visita apenas para quem realmente possui interesse no assunto. É proibido tirar fotos.

Nesse vídeo encontrado na internet é possível conhecer algumas das peças:

Serviço:
Museu da Mumificação
Corniche el-Nil, Centro de Luxor –  Egito
Entrada: 60 libras egípcias – 30 libras egípcias (estudantes)
Informações: http://www.sca-egypt.org/eng/MUS_Mummification.htm

Restaurante Egípcio Koshary Abou Tarek

AbouTarek
Arroz, macarrão, lentilha, grão de bico e cebola frita. Tudo isso regado com um suculento molho de tomates. Deu água na boca?

Esse é o koshary, tradicional comida que não pode faltar na mesa dos egípcios. É como se fosse o arroz e feijão para nós, brasileiros. A aparência não é tão boa, mas o gosto posso lhe garantir que é muito bom.

No Egito ele é tão popular que alguns restaurantes se especializaram e só possuem no cardápio esse prato. É o caso do Koskary Abou Tarek, um restaurante de 4 andares tipicamente egípcio que recebe poucos turistas. É curioso perceber que todas as vezes que fui a televisão estava ligada em algum canal que exibe ao vivo a movimentação perto da Caaba, a pedra negra que fica em Meca, na Arábia Saudita.

Os garçons são super atenciosos e alguns falam inglês. O atendimento é rápido e muito barato. Para se ter uma ideia, em junho de 2015 o prato médio estava 10 libras egípcias e o grande 15 libras egípcias.  Ele é próximo ao Museu do Cairo, porém os bares, o comércio e a sujeira da rua assusta um pouco, mas não deixe de ir.  Certamente é uma opção deliciosa e barata para quem gosta de vivenciar também a culinária local.

O canal de notícias norte-americano CNN fez uma matéria especial no restaurante. Confira:

Serviços:
Koshary Abou Tarek
16 St. Champolion – Cairo
Facebook: Koshary Abou Tarek

Como chegar em Santorini?

Santorini Perissa Zanzemos

Só de olhar para as fotos de Santorini pelo Google já dá para se sentir perdido em meio a tanta beleza, porém é preciso ser prático e ter os pés no chão na hora de escolher a melhor opção para sair de Atenas e chegar até esse paraíso grego.

Bom, existem três opções. Para escolher uma delas, primeiro é preciso analisar friamente o quanto de tempo e dinheiro você terá disponível para a aventura no arquipélago.

blue  ..

Ferry – Blue Star Ferries – http://www.bluestarferries.com      

A primeira forma e a mais barata é o Ferry normal econômico. A viagem possui a duração de 8h e a passagem por trecho consultado ficou € 30,00* (cada trajeto). Preço tentador!!!

hellenic.
Ferry Rápido Hellenic Seaways – www.hellenicseaways.gr

Já a segunda é a lancha rápida. Ela custa um pouco mais, € 59,00* (cada trajeto) e o tempo de navegação é de 4h45.

aegean                   
Avião Aegean Airlines – www.aegeanair.com

A terceira opção foi a minha escolhida: avião. A Aegean é a maior companhia grega e opera a mais de 15 anos no mercado. Obviamente gostaria de guardar na lembrança a navegação no mar Egeu e a movimentação do porto de Piraeus, mas levei em consideração o tempo de voo: 45 minutos. Paguei dois meses antes da viagem o valor € 113,31* já com taxas (trajeto de ida e volta).

*Preços cotados dois meses antes para uma viagem em Junho/2015.

Grupo Contadores de Estórias de Paraty

TeatroDeBonecosParaty

Uma boa pedida para quem está de férias por Paraty é incluir em seu roteiro o espetáculo de teatro de bonecos do Grupo Contadores de Estórias.

O grupo foi fundado em 1971, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, pelos artistas Marcos e Rachel Ribas que, na época, viviam por lá. Após uma temporada de estudos e longas viagens, o casal decidiu instalar a sua sede na cidade de Paraty em 1981. Desde então é referência no Brasil quando o assunto é a arte dos títeres.

Em suas andanças, o grupo já se apresentou em 20 cidades ou estados do Brasil e encantou outros 15 países.

O teatro localizado em uma simples casa colonial no Centro Histórico da cidade abriga 94 lugares. Como é um trabalho minucioso, cheio de detalhes a dica é garantir um lugar nas primeiras fileiras. Para isso, é necessário ir em um horário mais cedo no dia da apresentação, pois no ato da compra você pode escolher sua cadeira.

Serviço:

Grupo Contadores de Estórias
De quartas e sábados, às 21h. (Baixa temporada)
De quartas, sextas e sábados, às 21h. (Alta temporada)
Teatro Espaço – Rua: Dona Geralda, 327 – Paraty-RJ – Brasil
Telefone: (24) 3371-1161
Site: www.ecparaty.org.br – Facebook: Grupo.Contadores.de.Estorias
Ingressos: R$ 50,00 – R$ 25,00 (meia-entrada)

Como tirar visto para o Egito?

photo 2

Empenhada nas pesquisas para a minha viagem ao Egito, fui surpreendida com a informação de que havia sido decretado que, a partir de maio de 2015, não seria mais permitido requerer o visto no Aeroporto Internacional de Cairo no momento do desembarque. Antes de iniciar o processo de solicitação de visto verifique se a exigência da solicitação em solo brasileiro ainda está vigente. 

A permissão deveria ser solicitada com antecedência junto a Embaixada do Governo da República Árabe do Egito, aqui no Brasil. Acontece que moro em São Paulo e na minha cidade existe apenas um escritório comercial onde não são emitidos vistos. Apenas Rio de Janeiro e Brasília possuem este serviço.

Ao ligar na cidade carioca, fui informada de que todo e qualquer assunto sobre visto deveria ser tratado pelo e-mail: consuladodoegito@yahoo.com. Assim o fiz.

Enviei as minhas dúvidas e recebi alguns minutos depois um e-mail padrão com todas as respostas e o formulário para ser preenchido. (Você pode baixar AQUI).

Para solicitar o visto é necessário:

– Passaporte com validade acima de 6 meses.

– 02 fotos 3X4 fundo BRANCO

– Certificado original internacional de vacina contra a febre amarela – ANVISA

– Formulário preenchido

– Taxa em espécie e valor exato. No caso de viagem com a finalidade de turismo paguei (para uma única entrada – 30 dias) R$115,00.

Além disso, você deverá enviar uma declaração de próprio punho dizendo que isenta o Consulado de qualquer responsabilidade.

photo 1

No envelope deve conter toda a documentação e mais um outro envelope já preenchido com o endereço de resposta. Preferi comprar um revestido internamente com plástico bolha para dificultar o acesso ao conteúdo.

Enviei pelo SEDEX 10 no dia 30 de março. No dia 1º de abril eles já estavam postando de volta o meu passaporte! Ida e volta (SP X RJ) saiu aproximadamente R$ 80,00. Os valores devem ser pagos pelo requerente.

Cheguei a solicitar uma cotação em uma empresa especializada em vistos e o valor cobrado seria o mesmo e mais uma taxa de R$200,00 pela tramitação.

Sim, confesso que achei um pouco complicado ter que enviar meus documentos originais pelo Correio, porém resolvi arriscar. No geral achei bem tranquilo o procedimento e a agilidade deles em responder os e-mails acabam transmitindo uma maior segurança.

Serviço:

Embaixada da República Árabe do Egito em Brasília
Embaixador: Hossam Eldin Mohamed Ibrahim Zaki
SEN Av. das Nações Lote 12 – Cep: 70.800-914 – Brasília, DF
Telefone: +55 61 3323-8800, Fax: +55 61 3323-1039
E-mail: embassy.brasilia@mfa.gov.eg

Consulado do Egito no Rio de Janeiro
Cônsul: Youssef Moustafa Zada
Rua Muniz Barreto, 741 – Botafogo – Cep: 22.251-090 – Rio de Janeiro, RJ
Telefone: (21) 2554-6664, Fax: (55 21) 2552-8997
E-mail: consuladodoegito@yahoo.com

Escritório Comercial do Egito em São Paulo
Cônsul Comercial: Alaaeldin Hussien Aly Mohamed Radwan
Av. Paulista 726, 8º andar, Conj. 802 – Cep: 01.310-910 – São Paulo, SP
Telefone: (55 11) 3284-8184, Fax: (55 11) 3283-5187
E-mail: saopaulo@tamseel-ecs.gov.eg

Site oficial: http://www.opendf.com.br/embegito/

Che Lagarto (Paraty-RJ)

Che Lagarto Paraty
Rua Benina Toledo do Prado, 22, Paraty-RJ
https://www.chelagarto.com

HostelEmParaty

Visão geral
| Ele tem tudo para ser um dos melhores hostels de Paraty. Ambiente agradável e limpo, equipe jovem, preço justo, café da manhã bom e quartos silenciosos.

Atendimento |  Obviamente que, um dos fatores que mais me faz gostar de um lugar é a maneira como me tratam no momento da recepção. Prezo muito pela apresentação do ambiente já que por se tratar de um hostel sempre esperamos algo mais humanizado. Bom, ao chegar fui recepcionada pela Gabriela. Pelo sotaque acredito que seja argentina (como não perguntei, não posso afirmar!). Simpática perguntou se eu estava procurando algo específico na cidade e já foi se preparando para me apresentar o mapa e as opções turísticas. Como Paraty é um lugar extremamente familiar para mim, recusei a ajuda. Logo foi me direcionando ao quarto, enquanto me mostrou os cômodos básicos, cozinha e sala de estar. Comentou sobre todas as atividades do dia e o horário em que era servido o café da manhã. Toda essa apresentação não durou nem dois minutos, ou seja, algo infinitamente simples que fez toda a diferença.

Pontos Positivos  |  Chaves com cartão magnético. Lençóis grossos e padronizados.

Quarto limpo e bem iluminado. Ambiente acolhedor, com mesas, almofadas e redes.

Café da manhã farto e variado.

Pontos Negativos |  Não existe um locker para viajantes que precisam fazer o check out e ainda permanecer na cidade até seu horário de partida.  Estimo demais por este tipo de serviço, pois ele acaba sendo um dos diferenciais para quem se hospeda em hostel.  As malas ficam expostas ao lado da recepção, sem nenhuma segurança e atrapalhando a passagem.

Localização | A localização é muito boa. O hostel fica bem próximo da parte histórica da cidade, cerca de 3 minutos andando.

Custo | R$ 54,00 para uma diária – Fevereiro de 2015.

Pontuação |

Votos5

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...