Andando de VLT no Rio de Janeiro

vlt1

VLT no Boulevard Olímpico

 

O Veículo Leve sobre Trilhos, conhecido por aqui como VLT é um meio de transporte já consolidado em diversas cidades do mundo. No Brasil a novidade chegou a passos lentos e até o momento uma das cidades que conseguiu implantar o sistema foi o Rio de Janeiro como uma das novidades para os Jogos Olímpicos e parte de um projeto municipal chamado de Porto Maravilha que objetiva revitalizar totalmente a região em torno do porto, antes bem degradado.

A ideia é a de interligar o centro com o aeroporto Santos Dumont, a Barca Rio-Niterói, a Central do Brasil (trem e metrô) e a Rodoviária Novo Rio, passando por pontos turísticos da cidade como a Cidade do Samba e o novo Boulevard Olímpico. Até aí, tudo perfeito.

O planejamento conta com três linhas, porém apenas uma está em funcionamento, a azul que liga a Rodoviária Novo Rio ao Aeroporto de Santos Dumont. Para utilizar o transporte é necessário obter o cartão pré-pago “Bilhete Único Carioca”, que pode ser adquirido por R$3,00 e pagar a condução no valor de R$3,80.

 

vlt22

Estação Parada dos Navios


Cheguei na Rodoviária Novo Rio às 6 da manhã com um grupo de amigas e seguimos para a estação Rodoviária 1. Não havia nenhum funcionário no local para nos auxiliar na compra do cartões, vendidos exclusivamente nas máquinas. Só duas estavam funcionando. Detalhe, com o sistema apenas em português.

Depois de perder um VLT, ficamos esperando o próximo: 20 minutos. Quando chegou, em meio a confusão de malas escutamos apenas pessoas falando alto que precisávamos colocar o cartão no validador e esperar o verde. A estação não possui catraca, você paga no validador com o cartão dentro do trem. Foi o que fizemos. A porta fechou e seguimos viagem.

Em menos de dois minutos surgiu uma funcionária para conferir os cartões. Sem saber explicar o motivo, ela disse que o cartão da minha amiga não estava validado. Mesmo com mais de 40 reais em crédito ao passar o cartão no leitor ele não liberou a passagem. Resultado? Multa de R$ 170,00.

O engraçado é que em mais de 30 minutos entre compra e espera do transporte em nenhum momento apareceu nenhum atendente para nos ajudar. Apenas na hora de multar eles apareceram tão solícitos, acompanhados por um guarda-municipal. Totalmente despreparados, não souberam explicar corretamente o procedimento para recorrer da punição. Burocratas que apenas repetem números de leis e nada mais.

Quero deixar um alerta para quem é viajante e vai ao Rio de Janeiro a passeio. Fique atento! Pergunte para os demais passageiros, passe o cartão mais de uma vez no validador (depois de uma vez validado ele não cobra duas vezes dentro de uma hora) e certifique-se de que realmente está tudo certo. Infelizmente não existe auxílio, muito menos flexibilidade para turistas que não conhecem o novo sistema.

Se antes tínhamos que tomar cuidado com os desfalques de taxistas malandros (sem generalizações, claro!) agora temos que prestar bastante atenção também nos golpes dentro do transporte público.

 

mapa-rioigo

Confira sempre a atualização das linhas nas plataformas das estações


Créditos: Mapa VLT – RioIGo https://goo.gl/3OJVRy

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um comentário!

*